Working Men's Club
Palco EDP
14
Jul

A 14, 15 e 16 de julho, o Super Bock Super Rock regressa ao cenário idílico junto à praia do Meco, o novo, mas já familiar ponto de encontro para milhares de amantes de Música..

Image

Não é todos os dias que encontramos uma banda tão estimulante como os Working Men’s Club. Tudo começou em meados de 2018, quando três jovens decidiram começar a tocar juntos em West Yorkshire, ainda na adolescência. Os concertos eletrizantes, aliados ao carisma de Sydney Minsky-Sargeant, o vocalista e guitarrista do grupo, construíram uma certa reputação no meio em que se moviam. Depois de lançarem “Bad Blood”, um single fortemente influenciado pela estética pós-punk, Minsky-Sargeant decidiu dar uma guinada no som da banda, dando espaço à eletrónica. Esta mudança estética viria também a resultar numa mudança na formação da banda. Depois de todas estas coisas estarem redefinidas, os Working Men’s Club partiam para a gravação do disco de estreia, um registo homónimo editado em 2020. A banda inglesa parecia agora conseguir unir a urgência punk com o seu amor pela música de dança. O single “Teeth", com a sua toada industrial, prova que essa mudança foi bem conseguida, fazendo crescer as expectativas para as restantes canções do disco. Neste registo de estreia da banda há violência e desespero, mas também há esperança, numa atmosfera perfeitamente adequada aos tempos em que vivemos. A energia bruta destes ingleses chega a Portugal em julho de 2022, em mais uma edição do Super Bock Super Rock.

Image