The 1975
18

JUL

Palco Super Bock
Image
voltar

Já se sabe que os ingleses são de confiança quando o assunto é entregar pop /rock feito com bom gosto; e Manchester é uma cidade que traz consigo um selo de qualidade a esse nível (The Smiths, Oasis…) Os 1975 integram-se nessa boa tradição britânica e são um dos projetos mais cativantes dos últimos anos. A escolha do nome não foi fácil (antes foram Talkhouse, The Slowdown, Bigsleep, Blind Tapes, Drive Like I Do…), mas acabaram por ficar 1975, um nome que parecer combinar com o espírito da banda. Às vezes não é preciso inventar muito: nestas coisas do rock e da música popular, já tudo foi inventado, e não há mal nenhum em fazer simples, direto ao ponto e com vontade de divertir toda a gente. E só depois, sim, virá o gosto pela experimentação. Esta é a filosofia; e o talento vem de Matthew Healy, Ross MacDonald, Adam Hann e George Daniel. Eis os 1975! O sucesso começou dentro do Reino Unido, mas as canções eram tão boas que não demorou muito até que temas como “The City", "Chocolate" ou “Sex” conquistassem os corações indie de todo o mundo. A estreia em formato longa duração chegou em 2013, com o lançamento do disco homónimo. Em 2016, e depois de muita estrada, o segundo disco, “I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful Yet So Unaware of It”, viu a luz do dia. Este é um registo que que mostra o à-vontade da banda na manipulação de diferentes linguagens, indo do pop ao R&B sem perder a identidade, passando até por temas mais emocionais (e até comoventes) como “Nana” ou “She Lays Down”. O ano de 2018 trouxe mais um disco para os 1975: “A Brief Inquiry Into Online Relationships”. O sentido crítico está lá, cada vez mais afiado, e o ecletismo musical também, cada vez mais integrado na própria cosmovisão destes ingleses. A crítica está rendida (a exigente Pitchfork deu 8.5) e as canções, essas, continuam uma maravilha, apesar dos riscos – basta ouvir “Love It If We Made It” ou “Sincerity Is Scary” para querer ouvir tudo o resto. E em julho, no Suoer Bock Super Rock, não há como querer outra coisa.

Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site. Para não autorizar a sua utilização, por favor utilize as opções do seu browser e altere as definições de cookies. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e a nossa Política de Cookies.

Concordo