Sofi Tukker
21
jul
01:00
Palco Somersby
Image
voltar

O sucesso dos Sofi Tukker foi tudo menos planeado. Tukker nunca pensou em trabalhar na música, passando grande parte da vida a planear uma carreira como basquetebolista; em relação a Sophie, o sonho de uma vida dedicada à música já existia, mas mantinha essas ambições quase em segredo, sem grandes expectativas. A origem deste duo deu-se por um feliz acaso, quando Sophie Hawley-Eld e Tucker Halpern se encontraram numa galeria na Universidade Brown nos Estados Unidos. A cumplicidade foi imediata e não passaria muito tempo desde esse primeiro encontro até ao primeiro tema viral da banda: impulsionada por um anúncio da Apple, “Drinkee” foi ouvida mais de 20 milhões de vezes no Spotify e foi nomeada para um Grammy na categoria de melhor música de dança. As inúmeras viagens de Sophie acabaram por contribuir para a atmosfera multicultural da música dos Sofi Tukker - um belo exemplo disso são as letras em português, como "Drinkee", com versos do poeta carioca Chacal.

O duo trabalha bem sobre pressão e não se tem intimidado com as crescentes multidões nos concertos, com os elogios da crítica, unânime em reconhecer a qualidade da banda, ou com os milhões de visualizações no Youtube. O EP "Soft Animals" confirma as os créditos, com temas tão fortes como "Matadora" ou "Awoo", exemplos de uma eletrónica que tanto convida à dança como à contemplação, bem próxima do indie pop. Os próximos capítulos reservados para 2018 passam pelo disco de estreia, "Treehouse", e pela participação no Super Bock Super Rock.

Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site. Para não autorizar a sua utilização, por favor utilize as opções do seu browser e altere as definições de cookies. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e a nossa Política de Cookies.

Concordo