SILVA
Palco EDP (Sala Tejo)
20:45
15
Jul

A 14, 15 e 16 de julho, o Super Bock Super Rock regressa ao cenário idílico junto à praia do Meco, o novo, mas já familiar ponto de encontro para milhares de amantes de Música..

Image

É impossível escrever sobre a melhor música brasileira dos últimos dez anos sem falar em SILVA. Desde 2011, ano da edição do EP “Silva”, que este brasileiro de Vitória é um dos nomes mais acarinhados pelo público, pela crítica e pelos seus pares mais sonantes (recorde-se as colaborações com Tom Zé, Gal Costa, Nelson Motta, entre muitos outros…). Depois de um notável disco de estreia, "Claridão”, em 2012, SILVA não parou de surpreender e editou de seguida outros dois discos de originais, mostrando assim um fulgor criativo muito acima da média. "Vista Pro Mar" (2014) e "Júpiter" (2015) conquistaram ainda mais ouvintes, com elementos eletrónicos a conviver alegremente com a influência da música popular brasileira. Em 2016 presenteou o público com “Silva Canta Marisa Monte”, um registo em que mostra o seu amor pela música de Marisa Monte, dando uma nova roupagem a alguns dos maiores sucessos da cantora. Dois anos depois, voltou aos originais em “Brasileiro”. Este é muito provavelmente o registo mais interventivo de SILVA, gravado e editado numa época de enorme turbulência social e política, propondo um outro Brasil, melhor sem nunca deixar de lado a exigência de fazer cada canção valer a pena, nesse trabalho de artesão musical que lhe assenta tão bem. No final de 2020 chegou a altura de “Cinco” ver a luz do dia. Com colaborações de Anitta, João Donato e Criolo, o músico voltava a dar ao público uma coleção de canções memoráveis, num registo que marcou o início de um novo ciclo na sua vida e na sua carreira. Entretanto, nos últimos meses, preparou “O Bloco do Silva”, uma experiência ao vivo onde o músico canta o que quer, passeando pelas suas memórias afetivas, num abraço dado ao público depois de dias tão sombrios. Depois de já ter gravado um disco “Ao Vivo em Lisboa”, é evidente que SILVA se dá bem em Portugal. E nós agradecemos! Dia 15 de julho no Palco EDP do Super Bock Super Rock, o público português volta a encontrar-se com esta voz incontornável da música cantada na nossa língua.

Image