sbsr
Rex Orange County- separador
Palco Super Bock
16
jul

A 16, 17 e 18 de julho, o Super Bock Super Rock regressa ao cenário idílico junto à praia do Meco, o novo, mas já familiar ponto de encontro para milhares de amantes de Música..

Image

Cinquenta anos depois do fim dos Beatles, se alguém ainda duvida da eficácia e do poder da canção pop com três minutos, tem de ouvir Rex Orange County para ter a certeza de que o formato é imbatível, desde que haja esforço, talento e coisas para dizer. E é mesmo isso que não falta a Rex Orange County. O jovem Alex O’Connor nasceu em 1998 na pequena vila de Grayshott, na fronteira entre Hampshire e Surrey, em Inglaterra. Foi aí que nasceu o seu gosto pela música, que foi desenvolvendo no coro da escola, bem antes de começar a assinar como Rex Orange County. O menino de coro depressa começou a ouvir gente que ia além disso: nomes como Weezer, Green Day, Stevie Wonder ou Queen moldaram a sua sensibilidade artística e ainda hoje aparecem como ecos nas suas canções. Na adolescência, entrou para a BRIT School, uma escola de artes em Londres. A partir daí a paixão pela música começou a ocupar cada vez mais espaço na vida deste jovem britânico: aprendeu a tocar bateria, guitarra, piano e a manejar alguns softwares, valências que lhe permitiriam vir a produzir as suas primeiras canções. E elas não demoraram muito a chegar. Em 2016 lançou “Bcos U Will Never B Free” no SoundClound. Esse primeiro registo colocou-o no mapa da música alternativa britânica e valeu-lhe a atenção de nomes com Two Inch Punch e Tyler, The Creator – no ano seguinte já estava a participar em “Flower Boy”, o disco editado em 2017 por Tyler. O segundo disco de Rex, “Apricot Princess”, entrou para o top de música independente da Billboard e preparou o terreno para “Pony”, o seu último disco, editado em 2019. Com influências jazz e também de alguns intérpretes e compositores dos anos 70, o jovem músico não deixa de surpreender. Este verão passa por Portugal e traz na bagagem essas novas canções, como a contagiante “10/10”, ou êxitos anteriores como “Uno”, “Best Friends” ou “Sunflower” – peças pop irresistíveis e mais uma série de bons motivos para marcar presença em frente ao Palco Super Bock, dia 16 de julho, no Super Bock Super Rock.

Image